Transporte rodoviário: saiba como superar 5 desafios comuns

transporte rodoviário

Seja para transportar matéria-prima para a linha de produção ou para realizar o escoamento de mercadorias, o transporte rodoviário representa um papel cada vez mais estratégico na cadeia logística de qualquer empresa. Por ser o modal mais utilizado no país, buscar alternativas para que ele seja mais seguro, eficiente e rápido é um grande diferencial para o sucesso do seu negócio.

O transporte rodoviário ainda precisa evoluir – e muito – para atender de maneira satisfatória às necessidades competitivas das indústrias 4.0 e às demandas do consumidor moderno. Os desafios não são poucos: desde a origem até a chegada ao destino final, existem grandes obstáculos que podem comprometer a eficácia do transporte rodoviário.

Para aumentar a qualidade do transporte de cargas da sua empresa, reunimos os problemas mais comuns do setor e apresentamos importantes dicas para evitá-los. Acompanhe!

1. Roubo de cargas

Segundo dados do Sindicato das Empresas de Transportes de Carga de São Paulo (Setcesp), o roubo de cargas resultou em um prejuízo de R$1,5 bilhão em 2019. Esse é um dos grandes desafios do transporte rodoviário, sobretudo pela falta de segurança das estradas e dos próprios caminhões.

As quadrilhas de roubo de cargas rodoviárias estão utilizando técnicas e equipamentos cada vez mais evoluídos, o que infelizmente aumenta a taxa de sucesso dos roubos. A complexidade para superar esse desafio vai muito além das ações de empresas que realizam o transporte rodoviário, mas investir em segurança e tecnologia é um importante passo para minimizar riscos.

Como evitar?

  • contratação de seguro para cargas;
  • implantação de sistema de rastreio via satélite;
  • instalação de câmeras no interior dos caminhões;
  • implantação de telas de bloqueio nos compartimentos de cargas;
  • investimento em treinamento de segurança para os funcionários envolvidos no transporte.

2. Avaria de cargas

A avaria de cargas ainda é muito comum no transporte rodoviário. Amassados, rasgos, arranhões e outros danos ocasionados às mercadorias diminuem a satisfação do consumidor e podem comprometer a credibilidade de sua empresa, afinal muitos clientes enxergam as avarias como falta de profissionalismo e julgam a experiência como negativa.

Além das avarias, o transporte inadequado pode ocasionar até mesmo a perda total dos produtos. Por isso, por menor que seja a distância, é preciso que o transporte seja adequado e seguro para cada tipo de carga. Para cargas frágeis e delicadas, os cuidados devem ser ainda maiores.

Como evitar?

  • padronização dos processos de manuseio e transporte;
  • uso de ferramentas adequadas para o manuseio das cargas;
  • uso de embalagens adequadas para o transporte;
  • equilíbrio na quantidade de cargas de tamanhos e pesos variados;
  • uso de racks metálicos e caixas plásticas para otimizar o empilhamento dentro dos caminhões.

3. Gestão de rotas ineficaz

A gestão de rotas é fundamental para otimizar as entregas e aumentar a satisfação dos clientes. No entanto, realizar uma gestão estratégica e eficiente ainda é um desafio para muitas empresas, principalmente para aquelas que não apostam em investimentos tecnológicos e qualificação da equipe.

Ademais, a complexidade das operações, a precariedade das rodovias e a extensão do território brasileiro dificultam ainda mais a gestão de rotas. Nesse cenário, a tecnologia é a melhor aliada para otimizar suas operações.

Como evitar?

  • investimento em softwares de planejamento de rotas;
  • utilização de sistemas de agendamento de entrega;
  • capacitação dos colaboradores para utilização das tecnologias.

4. Pouca carga de retorno

Grande parte dos caminhões saem totalmente carregados para realizar a entrega dos produtos. O problema é que na volta até a sede da empresa, muitos voltam sem nenhuma carga ou parcialmente cheios. Isso representa pouca produtividade e custos de transporte desnecessários, já que o veículo está total ou parcialmente inutilizado.

Nesse cenário, criar uma frota produtiva, com baixo índice de ociosidade e aproveitamento estratégico da frota também é um grande desafio do transporte rodoviário. Por isso, é fundamental alinhar informações da cadeia de distribuição para otimizar a configuração dos transporte.

Como evitar?

  • planejamento e otimização da gestão logística;
  • uso de sistemas tecnológicos de roteirização;
  • contratação de empresas especializadas em transporte.

5. Infraestrutura precária das estradas

Quem utiliza as rodovias para o transporte de cargas sabe como as condições são bastante precárias. Em 2019, 59% das rodovias foram avaliadas como regulares, ruins ou péssimas. A falta de qualidade na malha rodoviária reflete em atrasos nas entregas, riscos de avaria nas mercadorias, fretes com preços mais elevados e gastos com manutenção dos veículos.

Assim, o transporte rodoviário no Brasil, apesar de ser o modal mais utilizado, tem sua eficácia comprometida devido à infraestrutura precária das estradas, o que pode prejudicar a competitividade das empresas perante o consumidor. Apesar de não ser possível atuar na melhoria desse problema, sua empresa pode adotar algumas medidas preventivas.

Como evitar?

  • uso de sistemas com inteligência geográfica para traçar rotas mais eficientes;
  • acompanhamento da frota via GPS;
  • investimento em manutenção preventiva dos veículos;
  • treinamento dos motoristas;
  • uso de equipamentos que emitem alertas sobre problemas nas rodovias.

 

Gostou do nosso artigo? Continue nos acompanhando no Facebook e Instagram para ficar por dentro das nossas dicas, novidades e conteúdos. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *