Previsão de demanda: o que é e quais os benefícios para sua empresa?

previsão de demanda

Encontrar uma operação perfeitamente ajustada à demanda da empresa – com espaço físico bem aproveitado, nível de estoque controlado, gastos previsíveis e colaboradores com pouco tempo ocioso – é uma grande vantagem para a logística de qualquer organização. Por outro lado, também é necessário trabalhar com previsão de demanda para evitar possíveis falhas e imprevistos para atender o mercado.

Existem diversos fatores que podem provocar uma mudança no comportamento do consumidor, como desempenho da economia, juros, acesso ao crédito, diminuição do poder aquisitivo ou até mesmo datas sazonais. E é justamente aí que a previsão de demanda assume um importante papel para não ocasionar superprodução ou subprodução de mercadorias na sua empresa.

O que é previsão de demanda?

A previsão de demanda é uma prática que busca entender informações sobre o número de vendas em um determinado período do futuro. Em outras palavras, trata-se de uma estimativa de como será o desempenho das vendas de produtos e serviços em um espaço de tempo delimitado.

Com base nos dados sobre previsão de demanda, os gestores podem tomar decisões assertivas sobre precificação, posicionamento, potencial de mercado, aquisições e expansão. O objetivo é atender o padrão de consumo dos clientes com maior eficácia e criar um plano de ação estratégico para a gestão de estoque.

Por que ela é tão importante para sua empresa?

Colocar a previsão de demanda em prática significa fazer projeções estratégicas a curto, médio e longo prazo para a empresa. Isso permite à organização entender melhor o mercado em que atua e o comportamento dos clientes que compram seus produtos. 

Dessa forma, é possível obter importantes benefícios. Confira os principais!

  • Melhor gerenciamento do orçamento: a estimativa de venda permite que a empresa tenha maior controle sobre os custos de produção, além de tornar a projeção do fluxo de caixa mais assertiva.
  • Planejamento estratégico: conhecendo as previsões do mercado, fica muito mais fácil traçar metas e objetivos de maneira muito mais efetiva.
  • Otimização da gestão de estoque: a previsão de demanda contribui para não sobre ou falte produtos para os revendedores, estoque ou canais de vendas, auxiliando para otimizar a gestão de estoque.
  • Redução de perdas: com um estoque mais efetivo, é possível reduzir perdas de insumos e mercadorias, contribuindo, também, para a redução de custos.
  • Maior competitividade e lucratividade: todos os benefícios anteriores ajudam a tornar a empresa mais preparada para superar os desafios do mercado, o que pode resultar em maior competitividade e lucratividade.

Como fazer a previsão de demanda na prática?

A previsão de demanda pode ser realizada por dois diferentes modelos: quantitativo e qualitativo. O primeiro utiliza fatores matemáticos e estatísticos para identificar padrões, enquanto o segundo usa como base análises e avaliações feitas por especialistas. 

Geralmente, a análise quantitativa oferece resultados mais precisos, já que leva em conta indicativos e históricos concretos da companhia para fornecer dados mais precisos. Apesar disso, cada empresa pode apresentar suas especificidades e definir o melhor modelo para realizar a previsão.

Mesmo que os modelos sejam diferentes, é preciso considerar alguns passos essenciais para calcular a previsão de demanda. Confira:

Defina seus objetivos

Os objetivos vão auxiliar no direcionamento dos esforços de pesquisa, podendo ser definido para curto, médio ou longo prazo. Para isso, é preciso entender exatamente o que você espera ao prever a demanda.

Delimite o período

Não existe um período certo para fazer seus cálculos de previsão, mas é preciso defini-lo de acordo com seus objetivos. O tempo em que a demanda será prevista pode variar, podendo ser feita de maneira mensal, trimestral, semestral ou de acordo com as necessidades da empresa.

Colete os dados

A coleta de dados é o passo principal para realizar a previsão de demanda. Aqui, é importante contar com softwares e sistemas que forneçam dados estratégicos para o cálculo. As informações coletadas precisam ser avaliadas com atenção, já que servirão de embasamento para a decisão.

Faça a interpretação de resultados

A análise e cruzamento de dados conforme o horizonte temporal permitirá identificar tendências e parâmetros que irão auxiliar a entender as necessidades de estoque e vendas, além de outras estatísticas relevantes conforme às prioridades de cada empresa.

 

Quer continuar acompanhando nossas novidades? Siga a Sindi Investimentos no Facebook e Instagram e confira todos os conteúdos. Até a próxima!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *