Giro de estoque: como calcular e otimizar as operações de armazenagem?

giro de estoque

Quase todo gestor, sobretudo os que atuam com logística, tem uma ideia do que seja um giro de estoque. Afinal, esse processo faz parte do dia a dia da sua rotina e é um grande aliado para conquistar o crescimento saudável dos negócios. Mas você sabe como fazer um cálculo preciso e otimizar suas operações de estoque?

O cálculo do giro de estoque é um método importante para verificar o desempenho de um estoque na empresa. Ele também ajuda a identificar a quantidade vendida dentro de um período de tempo e, assim, permite acompanhar as tendências de mercado e criar uma cadeia de suprimentos mais assertiva. 

Os dados servem, ainda, para avaliar a saúde financeira do negócio, permitindo otimizar a distribuição, melhorar investimentos e reduzir custos desnecessários. Diante da importância do giro de estoque, vamos te ajudar a entender melhor como fazer o cálculo e ensinar dicas importantes para melhorar a gestão sobre o giro de estoque. Acompanhe!

Como calcular o giro de estoque?

O cálculo do giro de estoque é bastante simples, mas pode fornecer informações importantes para o setor logístico de qualquer empresa. Para calcular o giro de estoque, são necessárias apenas duas informações: estoque médio e a quantidade de vendas realizadas no período. A fórmula está apresentada abaixo:  

Giro de Estoque = Quantidade de Vendas / Estoque Médio

Para facilitar, vamos adotar o exemplo com os seguintes dados: 

  • Estoque médio: 500 unidades;
  • Vendas totais: 4.000 unidades ao ano,
  • Cálculo: 4.000/500 = 8 giros ao ano.

No caso de empresas que vendem diversos tipos de produtos, pode ser interessante realizar o cálculo considerando os valores de compra. Vamos a outro exemplo:

  • Estoque*: R$ 5.000,00 (considerando o valor de compra do fornecedor);
  • Volume de vendas ao ano : R$ 25.000,00,
  • Cálculo: 25.000/5.000 = 5 giros por ano.

Como vimos, o cálculo do giro do estoque não é uma tarefa complicada. Por outro lado, você precisa coletar informações precisas para que os resultados sejam condizentes com a realidade. Para isso, é preciso definir um período de análise, descobrir quantas unidades foram vendidas naquele período e qual foi o estoque médio mantido no mesmo período.

Como interpretar o resultado?

Após calcular o giro do estoque, você pode ter um resultado alto ou baixo. O baixo giro de estoque pode significar que a procura pelo produto pode não ser tão alta e, para entender mais a fundo esse motivo, deve-se analisar a precificação e a oferta de valor. Além disso, pode ser resultado de erros na hora de comprar o estoque, o que é extremamente arriscado para a saúde da empresa.

Por outro lado, o alto giro de estoque significa, na maioria das vezes, que há um volume de venda considerável para o negócio e que as chances de ter produtos congelados em estoque é baixa, reduzindo o risco da compra.

No entanto, é preciso ter cuidado também com giros altos, já que podem significar que você não está comprando estoque suficiente ou não tem visibilidade da cadeia de suprimentos, o que pode acabar limitando as vendas que você pode fazer. 

Para entender melhor se o cenário está bom ou ruim, é preciso conhecer o modelo de negócios da empresa. As importadoras, por exemplo, possuem um ciclo de vendas que dura meses. Nesse caso, é interessante importar uma quantidade elevada de estoque pensando nos meses seguintes. 

Já empresas que fabricam produtos perecíveis ou têm maior facilidade para comprar e receber o seu produto em questão de dias, por conta da proximidade com o fornecedor, poderão ter outra forma de trabalhar o giro de estoque. Em ambos os casos há diferentes cenários que devem ser analisados para encontrar a melhor solução.

5 dicas para otimizar a gestão de estoque

Por mais que você tenha controle sobre o giro de estoque, é sempre importante buscar alternativas para torná-lo ainda mais eficiente, visando aumentar a competitividade e as estratégias logísticas da empresa. Veja algumas dicas que podem te ajudar:

Simplifique a cadeia de suprimentos

Fornecedores com os preços mais baixos podem ou não ser a melhor escolha. Se um produto é fundamental para suas vendas ou está vendo um aumento na demanda do mercado, prazos de entrega mais rápidos ou garantidos para esses itens ou componentes vitais podem ser mais importantes. Em qualquer caso, simplificar a cadeia de suprimentos para erradicar as ineficiências beneficiará suas vendas, lucros e margens gerais.

Ajuste sua estratégia de preços

Ajuste os preços para obter margens maiores em itens com alta demanda e para liberar capital removendo o estoque antigo, também conhecido como estoque morto ou obsoleto. Nesse caso, você pode apostar em promoções e descontos especiais para fazer o estoque girar.

Verifique ou mude sua classificação em seu setor

O giro de seu estoque está de acordo com todos os processos que o englobam direta ou indiretamente? Existem oportunidades para você manobrar uma melhor posição estratégica em itens competitivos ao observar as tendências emergentes em seus índices de estoque? Você pode obter mais participação de mercado e aumentar sua classificação dentro de seu setor, gerenciando seu estoque de forma mais estratégica.

Melhore a previsão

Números de vendas e relatórios de estoque fornecem dados concretos muito necessários que tornam a previsão de estoque mais precisa. Esses dados também podem ajudar no planejamento de vendas futuras, como sugerir maneiras de alterar seu mix de produtos ou itens de pacote de maneiras criativas para movimentar um estoque mais lento com uma margem potencialmente maior.

Automatize os pedidos de compra

A automação oferece maior eficiência e pode cortar custos por conta própria. Quando você aposta em um sistema de gerenciamento de pedidos que facilita o reordenamento de estoque, você obtém ainda mais ganhos. Por isso, é válido considerar o uso de um software que irá gerar automaticamente ordens de compra, garantindo um melhor controle e menos erros.

Quer acompanhar mais conteúdos como este? Siga-nos no Facebook e Instagram para ficar por dentro das melhores dicas, novidades e informações sobre logística.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *