gestão de operações

Gestão de operações: entenda por que é tão importante para sua empresa

A gestão de uma empresa, independente do porte ou segmento de atuação, é considerada uma atividade bastante complexa e envolve uma série de fatores que devem ser colocados em prática para garantir o sucesso da organização. Neste cenário, a gestão de operações é uma poderosa aliada para otimizar os processos internos e proporcionar melhores resultados para o negócio.

A gestão empresarial pode, e até deve, ser subdividida em diversas áreas específicas, como gestão financeira e gestão de estoque, por exemplo. No entanto, é a gestão de operações que garante uma visão sistêmica de toda a organização e promove a busca contínua por maior competitividade, produtividade e resultados. 

Se você ainda não conhece a importância da gestão de operações, continue a leitura e entenda por que ela é essencial para o sucesso de sua empresa. Acompanhe!

O que é gestão de operações?

A gestão de operações pode ser definida como uma atividade que visa planejar, executar e monitorar todos os processos que fazem parte de uma empresa para garantir a tomada de decisões assertivas e ações que gerem resultados reais. Por abranger todos os setores e atividades de uma empresa, a gestão operacional oferece um panorama completo sobre todo o cenário empresarial.

Desde o relacionamento com fornecedores até a disponibilização de bens de consumo para o cliente final, o profissional que atua com gestão de operações precisa ser capaz de analisar toda a estrutura de uma organização em busca de melhorias em todos os setores e atividades empresariais, afinal a gestão operacional atua com o objetivo de encontrar soluções para a empresa como um todo. 

Qual sua importância?

Com a crescente competitividade no cenário empresarial e com consumidores cada vez mais exigentes, a gestão de operações tem demonstrado ser essencial para o sucesso de uma empresa. Sua grande importância está no fato de permitir uma perspectiva ampla de todo o cenário empresarial e encontrar soluções que visam otimizar os resultados da organização.

Quando a gestão de operações não é colocada em prática, a empresa corre o risco de passar por problemas operacionais em um determinado setor que poderão impactar toda a cadeia produtiva e comprometer os resultados finais. Por outro lado, a gestão operacional permite identificar problemas pontuais e alinhar todos os processos para restaurar o equilíbrio interno e garantir o fluxo correto das atividades.

Dessa forma, a prática contribui para viabilizar o acompanhamento e aprimoramento contínuo do trabalho realizado em todos os setores. Ou seja, é ideal para tirar o melhor de cada componente da estrutura organizacional de uma empresa.

Quais os benefícios da gestão de operações?

Quando aplicada corretamente, a gestão operacional é capaz de trazer uma série de benefícios para as empresas que adotam essa estratégia. Conheça as principais:

  • Redução de custos: a gestão de operações é capaz de encontrar gargalos nos processos internos que podem resultar em gastos desnecessários em diversas atividades. Mais do que isso, uma gestão de qualidade permite reduzir custos sem perder eficiência nos processos.

 

  • Aumento de produtividade: ao otimizar processos e encontrar ferramentas eficientes para cada setor empresarial, a gestão de operações permite aumentar a produtividade do negócio. 

 

 

  • Integração entre setores: a integração e comunicação entre todos os setores por meio da gestão operacional é essencial para que a organização possa atuar com total harmonia em busca de um objetivo comum.

 

 

  • Fidelização de clientes: com a cadeia produtiva em harmonia, é possível otimizar o padrão de qualidade o processo de entrega das mercadorias, o que contribui para fidelizar clientes com mais facilidade.

 

5 características de uma gestão de operações eficiente

Para te ajudar a entender melhor como a gestão operacional funciona na prática, separamos 5 fatores que devem ser levados em conta por uma empresa de manufatura durante a realização da gestão de operações Confira!

Qualidade

A qualidade envolve a concepção e o controle das características do produto, além de abranger a produção e o atendimento após a venda. Ou seja, como podemos ver, a gestão de operações deve atuar em várias etapas e atividades de uma empresa.

Confiabilidade da entrega

Está relacionada aos processos produtivos de um determinado produto, que envolve como ele será produzido, em quais instalações, com quais equipamentos, etc. Aqui, o papel da gestão de operações é encontrar a tecnologia adequada, os melhores fluxos de processos, a implantação das instalações físicas, dentre outros fatores.

Adequação do sistema

A gestão de operações deve priorizar o modo de produção just in time, ou seja, produzir o necessário conforme demanda. O planejamento da capacidade terá implicações na utilização dos recursos e nas instalações.

Flexibilidade

A flexibilidade está relacionada à gestão do fluxo de materiais ao longo do processo produtivo. As decisões neste nível terão implicações junto aos fornecedores de matéria-prima e intermediários.

Força de trabalho

Engloba todas as questões relacionadas ao setor de Recursos Humanos de uma empresa, devendo levar em conta processos de seleção, direitos trabalhistas, gestão da folha de pagamentos, etc.

 

Gostou do nosso artigo? Aproveite para nos seguir no Facebook, Instagram e LinkedIn, e fique por dentro de nossas dicas, novidades e conteúdos!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>