O que é picking e como implementá-lo em seu negócio?

picking

Com uma importância cada vez maior nos processos estratégicos empresariais, a logística é fundamental para garantir, sobretudo, a competitividade do negócio frente ao mercado e atender às exigências dos consumidores. Dentro das mais diversas atividades essenciais à logística eficiente, o picking tem um papel de destaque para empresas que realizam vendas online. 

Como um diferencial competitivo, o picking precisa ser muito bem estruturado para que a empresa possa garantir o sucesso de uma venda. Por outro lado, sem uma estratégia eficiente de picking, corre-se o risco de ter produtos entregues fora do prazo ou coleta de mercadoria errada para envio. O resultado pode se refletir em insatisfação dos clientes e perda de novas vendas. 

Afinal, o que é picking?

Picking ou order picking é um termo em inglês que se refere à atividade de separação e preparação de pedidos realizados por clientes. Ele envolve cinco etapas principais: localização do produto, coleta, movimentação, documentação e expedição.

A grande vantagem do picking é a redução do lead time do pedido, o que resulta em diminuição dos custos de armazenagem e contribui para que o produto seja entregue dentro do prazo, garantindo a satisfação do cliente.

Quais são os tipos de picking?

Os pickings podem ser classificados em diferentes modalidades de acordo com as estratégias utilizadas por cada empresa para separar e preparar os pedidos. Confira quais são os tipos mais comuns!

Picking discreto

Nesta modalidade, apenas um operador é responsável por todo o processo de recolhimento, sendo que os produtos são coletados um de cada vez. A chance de erros é bem pequena, pois existe apenas um documento para cada ordem de separação de pedido. Contudo, o método é bem menos produtivo e gasta um tempo superior às outras modalidades.

Picking por onda

No picking por onda, cada colaborador fica responsável pela coleta de um pedido. Mas diferente do picking discreto, nesta modalidade, a coleta é realizada seguindo um agendamento prévio, conforme a necessidade de prazos de entrega acordados com os clientes. Isso ajuda a garantir maior eficiência operacional e menos tempo gasto com cada pedido.

Picking por zona

Este procedimento divide os operadores por zona de estoque, geralmente definidas de acordo com o tipo e especificidades de cada produto. À medida que chegam novos pedidos, os operadores separam os produtos e o passam para a zona seguinte, caso hajam mais produtos em um mesmo pedido. Nesta modalidade, o tempo de deslocamentos dos operadores é reduzido, contudo é necessário que haja uma boa organização para evitar perda de eficiência com as movimentações.

Picking por lote

No picking por lote, o operador espera até que uma quantidade de pedidos seja acumulada, para então começar a coleta dos produtos. Como o operador realiza a separação de todos os itens de uma só vez, é possível aumentar a produtividade, mas é preciso que haja um controle efetivo já que a possibilidade de erros pode aumentar. 

Como implantar o picking em seu negócio?

Para que o picking seja implantado e estruturado com sucesso em seu negócio, é fundamental seguir algumas medidas básicas. Confira!

Otimize o armazém de estoque

O primeiro passo é otimizar o armazém para que todo o estoque fique organizado, bem sinalizado e funcional. Os produtos de maior giro devem ficar em posições estratégicas e facilmente acessíveis aos operadores.

Para garantir agilidade nos processos, uma boa dica é estruturar o local para que as atividades sejam sequenciadas. O local de embalagem, por exemplo, deve ficar próximo à expedição para que o tempo de deslocamento dos operadores seja reduzido. 

Padronize o processo de entrada de produtos

Ao chegar no estoque, é necessário realizar a conferência do produto e inserir o código de barras. Em seguida, ele deve ser armazenado no local correto para facilitar sua posterior localização. 

Nesta etapa, definir critérios de endereçamento para corredores, colunas e níveis melhora a alocação dos produtos e faz com que o operador tenha mais familiaridade sobre onde estão armazenados determinados tipos de mercadorias.

Aposte em tecnologia

O picking pode ser realizado com o auxílio de ferramentas tecnológicas, como um sistema de ERP. A ferramenta contribui para redução de erros e retrabalhos, diminuição de custos, agilidade nas tarefas e integração entre diferentes áreas.

O ERP também permite a visualização de dados em tempo real e facilita o monitoramento de todas as operações, garantindo maior controle sobre o gerenciamento de riscos e ajudando a identificar pontos de melhoria.

O picking é um importante aliado estratégico para a logística de sua empresa, afinal entregar o pedido correto e dentro do prazo são fatores que contam muitos pontos para a satisfação do cliente. Além disso, um sistema de picking eficiente contribui para que sua empresa se torne mais produtiva e lucrativa. 

Gostou do nosso conteúdo? Nos siga no Linkedin e fique por dentro de nossas novidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *